3 erros que podem transformar seu planejamento pessoal em um castelo de areia (e como evitá-los)

Sabe qual o maior erro que existe em um planejamento pessoal?

O plano ser deixado de lado e esquecido no amontoado de coisas que temos que fazer todos os dias.

Não tem coisa pior do que ver todo aquele tempo gasto em planejar algo ir por água abaixo. 

É como o castelo de areia que mencionei no título: na primeira onda mais forte, ele vai embora com a maré.

Infelizmente, a maioria das metas e objetivos não sai do papel e isso não acontece necessariamente por falta de vontade ou determinação. Mas, sim, por falta de planejamento ou erros cometidos nele. Feito sem solidez, como um castelo de areia.

Mas, como manter um planejamento se a todo tempo acontecem coisas que nos fazem ter que mudar nossas decisões?

Imprevistos estão aí e eles não pedem licença para entrar na sua vida.

Se você não quer que isso aconteça novamente e está cansado de não alcançar seus objetivos por não conseguir seguir seu planejamento pessoal, continue lendo este post que irei te ensinar como não deixar que esta situação se repita!

Para exemplificar os principais erros de um planejamento, vou te contar uma história.

A cada etapa dessa história, irei exemplificar as consequências que os erros cometidos durante o planejamento poderiam causar.

Vamos lá?

A história – Parte 1

Vamos dizer que o planejamento é uma viagem. Você quer sair de São Paulo e ir para Brasília, por exemplo.

Você sabe onde está e exatamente onde quer chegar.

Essa viagem tem aproximadamente 1.000 km e você passará por várias cidades e dois estados diferentes.

Provavelmente, você não vai conseguir chegar lá sem parar para comer, descansar e abastecer o carro.

Portanto, você define suas paradas durante o trajeto de acordo com suas necessidades, autonomia do carro, entre outros fatores e pega a estrada.

Vamos aqui ao nosso primeiro erro de planejamento.

1. Não ter objetivos bem definidos

planejamento pessoal

Mas isso é meio óbvio, não?

SIM! É exatamente por isso que algumas vezes não damos a devida atenção a essa primeira etapa.

“Se você não sabe para onde quer ir, qualquer caminho serve”. Coelho para Alice em Alice no País das Maravilhas

Portanto, pegue seu objetivo e coloque em uma planilha. Se ainda não tem uma, baixe agora nossa planilha GRATUITA de objetivos e metas clicando no link abaixo.

> Planilha Objetivos e Metas

Fazer isso é muito importante para você saber exatamente onde quer chegar e as etapas necessárias para isso.

Seja específico

Ter um objetivo bem específico e pensar em todas as etapas necessárias para alcançá-lo faz toda diferença no caminho para realizar seus sonhos.

Quanto mais específico é seu objetivo, mais fácil é para você manter-se no caminho para alcançá-lo.

Por exemplo: seu objetivo é aumentar seu salário. Mas, como fazer isso? Quais as etapas necessárias? Em quanto tempo você irá realizar seu objetivo?

Então, algo mais interessante seria: vou aumentar meu salário de R$2.000 para R$3.000 no ano de 2016.

Agora, já fica muito mais fácil de você pensar nas ações necessárias para alcançar seu objetivo e, principalmente, avaliar alternativas caso você precise fazer um desvio.

Se você tem dificuldades em definir objetivos e metas específicos, recomendo a leitura do post Metas: 3 passos práticos para alcançá-las.

A história – Parte 2

Já definimos nosso objetivo de viagem e sabemos exatamente o que vai ser necessário fazer para chegar lá.

Mas o que acontece se você chegar em Ribeirão Preto (aproximadamente 315 km de viagem) e tiver acontecido um imprevisto? E, se a estrada estiver completamente fechada e for necessário fazer um desvio?

Mesmo que você não conheça a região, você sabe onde quer chegar. Então, irá procurar um caminho alternativo que leve você a seu destino: Brasília.

Mas, qual a relação disso com planejamento pessoal?

Isso nos leva ao segundo erro de um planejamento.

2. Não revisar seu planejamento pessoal

Você deve estar se perguntando, se eu sei o que fazer (objetivo) e tracei boas metas, porque revisar meu planejamento pessoal?

Lembra do que eu disse na introdução deste texto?

Imprevistos não pedem licença para entrar na sua vida. Você simplesmente precisa lidar com eles e ponto final.

Alguns imprevistos acabam te tirando da rota traçada.

É como em nossa história, você pretendia passar por Ribeirão Preto mas ao chegar lá a estrada estava bloqueada. Exatamente por isso é necessário revisar seu planejamento periodicamente.

Como você se preocupou em planejar seu trajeto, você será capaz de avaliar a melhor alternativa para alcançar seu objetivo.

A essa altura da viagem, seu carro provavelmente vai estar precisando de mais combustível e, se ainda não descansou, já está na hora.

Portanto, você irá procurar uma rota com um posto que possa atender suas necessidades.

Dependendo da autonomia do carro e seu desgaste físico no momento, você pode optar por seguir mais tempo na estrada ou antecipar a parada.

O importante é que, por ter pensado no seu objetivo e nas etapas necessárias para alcançá-lo, você é capaz de tomar boas decisões em uma situação inesperada.

O mesmo vale para o seu planejamento pessoal.

Se você sabe exatamente onde quer chegar, pode acontecer qualquer imprevisto que você estará preparado para tomar a decisão correta e continuar no caminho certo.

Mesmo que seja necessário fazer um desvio e levar um tempo a mais.

Você terá a oportunidade de avaliar qual a melhor rota e fazer os ajustes necessários para compensar e manter-se em direção ao seu objetivo.

Estabeleça pontos de revisão em seu planejamento pessoal

O que isso significa?

Vou dar um outro exemplo rápido da aplicação disso na prática:

Suponha que você estabeleceu que vai começar a correr este ano e que de Janeiro a Dezembro quer conseguir correr 12 km.

Isso significa que você precisa, em média, condicionar seu corpo a correr 1 km a mais todo mês.

Chegando em Abril, teoricamente, você já deverá ser capaz de correr 4 km.

Porém, por um problema de saúde você não conseguiu se dedicar ao treinamento como gostaria e só consegue correr 2 km.

E agora?

O certo a fazer aqui é: analisar o que pode ser feito para compensar o baixo rendimento e conseguir atingir seu objetivo: correr 12 km ao final do ano.

Você ainda tem 8 meses do ano para ajustar seu planejamento, compensar o baixo rendimento do início e alcançar seu objetivo.

O que não pode acontecer é chegar em Outubro e você perceber que só consegue correr 6 dos 12 km. Neste caso, infelizmente, não tem mais o que fazer.

Mas, se você se antecipou, viu que seu treinamento precisava de ajustes e tomou as atitudes para isso, dificilmente você irá se deparar com esse tipo de situação.

Obs.: não sou corredor, utilizei essas informações apenas para ilustrar as vantagens de revisar periodicamente seu planejamento pessoal. Isso é válido para qualquer tipo de planejamento 😉

A história – Parte 3 (final)

Agora, imagina se você não tivesse feito um planejamento da sua viagem e acontecesse o mesmo imprevisto?

Você poderia perceber no meio do desvio que o combustível não seria suficiente para ir até a próxima parada e, às pressas, precisar mudar ainda mais sua rota para abastecer. Ou, então, acontecer o pior: ficar sem combustível!

Não queira que isso aconteça! Falo por experiência própria 😉

Feito o desvio e de volta ao caminho a Brasília, vamos supor que você veja algo que te interesse na estrada e pare para ver. Legal, não é?

Agora, suponha que a cada vez que você veja algo que te interesse, você pare?

Este é o nosso terceiro e último erro de planejamento a ser evitado.

3. Tentar realizar tudo ao mesmo tempo

fazer tudo ao mesmo tempo

O terceiro erro mais comum em um planejamento pessoal é tentar fazer tudo ao mesmo tempo.

É muito comum querermos muitas coisas. Quem não quer? Com isso, você pode acabar fazendo confusão e achar que é possível perseguir todos os sonhos ao mesmo tempo.

É a mesma situação da nossa história. Se você quiser parar para ver tudo que te interessar durante um trajeto de 1.000 km, não vai chegar nunca ao seu destino!

O pior, vai se sentir cansado por ter feito mil coisas diferentes, levado muito mais tempo na estrada e frustrado por ter esgotado seus recursos e não ter chegado onde queria.

Portanto,

Priorize

Ter que se preocupar em resolver muitas coisas ao mesmo tempo acaba retardando nosso raciocínio. Conseguimos fazer menos do que se focássemos em uma atividade de cada vez.

Segundo Gary Latham, professor da Universidade de Toronto, se você pretende cumprir 40 atividades em um dia, acabará não cumprindo nenhuma.

Nossa mente simplesmente não consegue gerenciar toda essa quantidade de informação.

Sabia que uma pessoa que realiza uma atividade por vez, em média, é 30% mais produtiva?

Leia mais em nosso post: 5 segredos sobre produtividade: por que ser multitarefa não vai te ajudar em nada?.

O que é mais importante para você realizar agora?

Avaliou? Então, esse vai ser seu principal objetivo a ser realizado!

Faça uma lista de metas para ele e dê mais atenção ao que é necessário para realizá-lo.

Priorizar vai te ajudar também quando outras pessoas (família, amigos, chefe) te demandarem outras tarefas ou acontecerem imprevistos.

Sabendo o que deve ser feito primeiro, fica muito fácil ajustar a agenda e não perder tempo com atividades que não precisam ser feitas ou que podem ser realizadas depois.

Um outro ponto importante de priorizar é: evitar nossa tendência natural de procrastinar atividades mais complexas e que requerem mais esforço.

Em vez de gastar seu dia focado em tarefas pequenas, “só 5 minutinhos”, você irá focar no que realmente importa.

Conclusão

Nem sempre seus objetivos vão se concretizar da noite para o dia. Portanto, tenha paciência e lembre-se: os resultados são fruto do seu esforço e perseverança.

Alguns objetivos devem ser realizados a médio ou longo prazo. Sendo necessário, inclusive, que você atinja determinadas metas primeiro para depois alcançar os objetivos mais complexos.

Tenha em mente que é preciso subir um degrau de cada vez.

Por fim, seu planejamento precisa estar de acordo com seu modo de vida e não deve, em hipótese nenhuma, arriscar sua saúde ou todos os seus momentos de lazer para cumpri-lo.

Uma última dica: se for para Brasília, vá de avião! Vai ser mais barato e mais rápido, hehe 😀

Agora, me conte o que você já tem feito para realizar seus objetivos e o que ainda falta para você chegar lá que vou te ajudar a superar essas barreiras 🙂

Inspirações para este post:

http://www.ibccoaching.com.br/portal/metas-e-objetivos/como-fazer-um-planejamento-pessoal-eficiente/

http://www.ibccoaching.com.br/portal/rh-gestao-pessoas/planejamento-pessoal-carreira-profissional-voce-nao-pode-deixar-fazer/

http://www.maistempo.com.br/2008/01/08/erros-fatais-que-cometemos-na-organizacao-do-tempo/

http://www.maistempo.com.br/2015/11/19/promessa-ano-novo/

Comentários